Abertura da Fazenda em Nysa/Polônia

Dia 8 de abril, foi aberta a nova unidade da Fazenda da Esperança, localizada em Nyza, na Polônia. Nelson e os jovens Franklin e Guzman, estavam presentes e contam como foi este importante dia.

Chegou o dia tão esperado, pela província Franciscana na Polônia, pelo regional da Fazenda da Esperança na Europa e particularmente pelos missionários Franklin e Guzman, que trabalharam e se empenharam muito para a abertura da primeira Fazenda em território polonês.

Este é um dia histórico para o carisma da Esperança, após muitos momentos de comunhão, foi confirmado esse sentimento de que se tratava de uma experiência importante para a vida muitas pessoas, na comunidade e também para a Igreja na Polônia. A presença do bispo de Opole, diocese que a Fazenda faz parte, juntamente com frei Alan, provincial dos Franciscanos e muitos padres e frades presentes. Um gesto que marcou este dia foi do jovem brasileiro Franklin, que participou da missão desde o início, e fez seu discurso em polonês.

Neste dia estavam presentes também os responsáveis da prisão, que os jovens da Escola Missionária Internacional visitaram no ano passado. Eles tinham uma alegria e gratidão muito grande pela nossa visita e interesse, nesta prisão já existem três candidatos para vir para a Fazenda.

Por fim, Nelson nos escreve contando uma pequena experiência que pode fazer ao visitar uma paróquia em Nysa: Fomos depois com um grupo junto com Frei Matteo para uma paróquia de Nysa participar de uma celebração do dia da Divina Misericórdia. Nesta ocasião fomos chamados a dar um breve depoimento. Tive que pedir a intervenção do Espírito Santo porque não sabia o que dizer e mais uma vez percebi Sua assistência quando brevemente falei da Fazenda, da experiência que tive a chance de fazer de deixar tudo para ser sinal de Misericórdia para o Antonio e que daí nasceu uma família de homens e mulheres que deixam tudo para dedicar 24 horas de sua vida pelos jovens. Um deles estava ao meu lado, o Guzman. Ele ele foi esplêndido em seu testemunho de conversão. Foi mais uma oportunidade de doar aquilo que recebemos. Uma chance de poder rezar também com o povo que lotava a Igreja.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *