Missão em Ñambi – Paraguai

No Dia 20 de fevereiro a Escola Missionária 2017/18 de Guaratinguetá,  chegou a Asunción, Paraguai, para somar forças com as responsáveis e meninas da nova Fazenda que está se iniciando em Nēmby.

Desde sua partida as jovens missionárias enfrentaram desafios durante o percurso, e a vivência da palavra do dia que era “Perdoar”, enriqueceu o início da missão. Foi com muita alegria, e em clima de família, que elas foram recebidas e acolhidas na nova Fazenda, onde puderam se conhecer brevemente o grupo que já estava ali e descansar para a continuidade das atividades.

No dia seguinte, a oportunidade de participar da Santa Eucaristia numa celebração presidida pelo Pe. Pedro, que deu início a Fazenda no Paraguai. E assim, dispostas a trabalhar a serviço do outro começaram as tarefas que foram desde a harmonização da casa, limpeza do Terreno e higienização do ambiente.

A semana passou com muitos afazeres e também com a presença de voluntários que deram seu sim para prepararem as refeições, ajudar no trabalho e alegrar ainda mais os dias.

No final de semana as missionárias juntamente com Dani, Franziska e Sônia, uma voluntária responsável pelos GEVs da região, foram ao encontro do Grupo Esperança Viva na Paróquia São Domingos Sávio, e puderam partilhar um pouco de suas experiências e fazer uma comunhão de experiências vividas, após esse momento, participaram da Santa Missa.

Enquanto isso, em casa, as meninas preparavam uma surpresa de despedida para Dani, que foi a responsável da Fazenda do Paraguai por três anos e agora foi para a Argentina, sua nova missão.

No domingo, desde muito cedo, as missionárias foram a paróquia São Lorenzo, dar testemunho, apresentar a Fazenda para a comunidade e vender alguns produtos. O fruto disso foi a procura de muitas pessoas por informações sobre a Fazenda, para a recuperação de familiares e amigos, e também para ajudar de alguma maneira. Pela tarde todas poderiam descansar, em rodas de conversa em que haviam partilhas, risadas e o tradicional mate. Uma voluntária chamada Zunny, que já viveu dentro da Fazenda, veio com seu marido e sua filha recém-nascida para passar a tarde e cortar os cabelos das meninas que precisavam. Ao final da tarde algumas missionárias voltaram a Paróquia com o violão e cantaram algumas músicas da Fazenda, ao retornarem a casa havia pizzas e também uma surpresa para Azul que estava finalizando seu ano de recuperação naquele dia.

E assim se passou a primeira semana de missão.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *