Experiência de abertura em Cabo Verde

Nelson e padre Luiz, junto ao grupo de missionários que se encontram em Cabo Verde, contam como foi a abertura da primeira Fazenda da Esperança neste país.

Vivemos uma jornada muito tranquila para um dia de inauguração. Na verdade não se esperava uma quantidade grande de pessoas, mais uma presença de qualidade muito particular. O cardeal Dom Arlindo de propósito marcou esta data de inauguração da Fazenda para hoje porque neste período estaria se realizando em sua diocese o encontro de alguns Bispos da África Ocidental para preparar a terceira Assembleia dos Bispos desta região.

E de fato foi uma graça ver a presença de dois Cardeais e tantos bispos. Dom Arlindo fez questão de dar a presidência da celebração para Dom Peter. A grande maioria das quase 150 pessoas que vieram da cidade para participar da inauguração eram ligadas ao GEV, que há mais de nove meses já se reuni semanalmente numa paróquia de Praia e dos familiares dos três primeiros nossos acolhidos.

Nelson contou e a história do início da Obra e liberou para que um dos nossos missionários, o Danilo e um dos primeiros acolhidos, Martinho partilhassem seu depoimento. Ainda no final Padre Luiz deu um impulso para todos demonstrando como que a Fazenda não é somente uma resposta para os que são acolhidos, mas principalmente para os familiares. Padre Vinicius apresentou a equipe que ficaria como responsável : padre Ronaldo, Francisco, Danilo, Marcos, seu José e Dona Maria Helena. No final, Dom Arlindo num tom muito familiar e jocoso pediu que o Cardeal Turkson falasse em italiano e ele traduzindo  aquilo que ele tinha no coração pedindo que levasse uma saudação para o Papa Francisco, comunicando que este projeto teve a ajuda direta da Conferência Episcopal Italiana.

Depois da missa se procedeu à benção das casas e o momento de confraternização na primeira casa. Não perdemos a chance de falar e entrevistar os bispos presentes. No final do dia, depois que estávamos somente entre nós, missionários e acolhidos, uma alegria e gratidão invadiu o coração de todos por tudo aquilo que vivemos no dia de hoje como por tudo aquilo que foi investido em todos esses meses de missão.

Nelson, Pe Luiz e Missionários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *