Diário da EMI – Abertura da Fazenda em Monópoli

03/07 Foram mais de 12 horas de viagem em nosso ônibus percorrendo este lindo país que é a Itália. Do norte ao Sul do país (pois estamos no alto do salto da bota que delineia sua geografia) nos deparamos com toda a beleza dos campos de girassóis e finalmente o mar.

Chegamos bem. Alguns foram acolhidos por familiares que se dispuseram a nós receber em suas casas e os outros estão na Fazenda que se prepara também para receber as meninas e também algumas outras pessoas ligadas ao movimento dos Focolares.

O local é naturalmente bonito e pode-se vislumbrar muita coisa para fazer, que o deixará ainda mais harmonioso e acolhedor. Estamos felizes com nossa chegada e dispostos a começar os trabalhos de preparação para a inauguração.

04/07 Nosso despertar hoje pela manhã, nos trouxe com exatidão a beleza deste lugar. O céu muito azul criava um contraste com o espelho d’água formado pelos raios do Sol que se espalhavam sobre o mar. A natureza muito verde, entre Pinheiros, oliveiras centenárias e muitas outras árvores enchia-nos os olhos. Foi neste ambiente que após o café da manhã, rezamos o terço todos juntos e fizemos a meditação da palavra de vida que nos preparasse para os trabalhos do dia. Fomos todos divididos em grupos para trabalharmos na harmonia e preparação da Fazenda para sua inauguração. Todos, inspirados em dedicação limparam, plantaram, ornamentam, pintaram e cozinharam criando grande harmonia no ambiente e também uns com os outros. Aos poucos começaram a chegar pessoas ligadas ao movimento dos Focolares que se estabeleceram em barracas , no camping improvisado entre as árvores logo acima da casa mãe , onde se tem um lindo bosque em que escultura de pedra representam a Via Crucis.

À tarde, terminamos nossos trabalhos e assistimos a missa na pequena capela localizada na parte inferior da casa. Aguardamos ansiosos o início de nossas atividades com o Gen Rosso a partir de amanhã. Ensaiarmos para o espetáculo “campus” que será apresentado neste sexta e sábado próximo.

05/07 Bem cedo pela manhã, tomamos o café e já saímos para o ensaio com a banda Gen Rosso. Estamos divididos em grupo: percussão, teatro, dança e canto.

As atividades foram bastante intensas, pois o tempo que temos até as apresentações exige que nos esforcemos ao máximo para aprendermos as coreografias, canções e encenações. Esses ensaios estão acontecendo nas instalações de um centro esportivo na cidade de Monópoli.

Após o ensaio, voltamos para fazenda onde almoçamos e aguardamos a saída para missa na catedral. Tivemos a oportunidade de conhecermos a praia e passearmos na orla.

Voltamos a igreja para um momento de oração ministrado pelo bispo da diocese , em que participaram membros da comunidade. Neste momento preparado por uma equipe de Focolarinos, foi dada a benção do bispo a nova Fazenda que será inaugurada e também aos missionários . Foi nos apresentada a história da padroeira que comemorava 900 anos.

Nelson contou a história do surgimento da Fazenda da Esperança e tivemos testemunho contado pelos missionários. Foi uma ocasião bastante especial em que fomos apresentados á comunidade que nos recebeu com carinho.

06/07 Novamente acordamos todos bem cedo para iniciarmos nossas atividades junto ao Gen Rosso. Tomamos o café e partimos para o mesmo local utilizado ontem para o ensaio do espetáculo “Campus”.

Durante toda a manhã estivemos lá e voltamos para o almoço na Fazenda. Tivemos um tempo para descanso e à tarde houve missa celebrada por frei Hans na capela da Fazenda.

Saímos então para fazer a divulgação do espetáculo e fomos para a cidade de Monopoli onde utilizamos a praça de igreja de Santa Tereza, que também é um convento, para preparamos uma pequena​ estrutura utilizando microfones e amplificadores para tocarmos nossas músicas, dançamos nossas coreografias e fizemos muito contato com o público que nos assistia.

Rodrigo, que já fez seu ano de recuperação no Brasil e divide a responsabilidade da Fazenda com Marden, contou sua experiência. Foi um momento muito intenso vivido por todos que nele estavam envolvidos.

Vale a pena ressaltar a beleza da cidade que possui construções antigas e que muitas delas se mantêm inalterada nos 2000 anos de vida que ela possui.

A ocasião também nos foi útil para convidarmos as pessoas que conhecemos para a inauguração de nossa Fazenda. Todos aguardamos com ansiedade por nossa primeira apresentação do espetáculo amanhã é para isso novo dia atarefado nos espera.

07/07 Outro dia lindo amanheceu e nós logo cedo, após o café, partimos para nossos ensaios finais com o Gen Rosso no teatro em que fizemos nossa primeira apresentação. A peça conta a história de estudantes que se envolvem em problemáticas bastante frequentes na Europa, como o tráfico de drogas, armas e terrorismo.

Passamos a manhã ensaiando separadamente em grupos, no palco em que nos apresentamos. Tudo era novidade para muitos que nunca sonharam em pisar num palco, quanto mais atuar, cantar e dançar.

Os rapazes do Gen Rosso, as atrizes e cantoras que trabalham na peça com eles nos foram muito atenciosos e nos guiaram com segurança em todos os passos de nossas performances.

Fizemos parada para o almoço e também algum descanso e então tivemos missa celebrada por Pe. Mathias no “oratório”, lugar que nos foi cedido para prática dos ensaios e que hoje fizemos nossas refeições.

Partimos de volta ao teatro em que foi realizado o show. Aguardamos ansiosos pelo início da peça que se desenvolve majestosamente com muito carinho e cuidado por parte da organização. Todos subiram ao palco cumprindo o papel que lhe cabia. Como Deus se faz presente em nossas vidas e muitas são as graças que tem sido derramadas sobre elas. Nosso sentimento de gratidão não poderia ser maior por Ele nos ter concedido tão valiosa oportunidade.

Com certeza sonhos foram realizados no dia de hoje. E a paz que habita em nós vem da liberdade que temos em estar em Sua presença. Tivemos boa oportunidade para vendermos nossos produtos e de fazer novos contatos. Monópoli nos recebe e nos faz sentir em casa.

08/07 Mais um dia de Graças e bênçãos começou. Dia em que logo bem cedo, pela manhã tivemos a oportunidade de um passeio à praia.

Esses momentos em que não temos compromisso algum pela manhã, que tem sido extremamente raros em nossa missão, aproveitamos para descansar as margens das águas claras e azuis do mar Adriático. O céu azul, sem nuvens, deixava a paisagem exuberante em toda a sua extensão. Na areia cascalhada aglomeravam-se grandes números de pessoas.

Durante esse momento de lazer, era visível nos rostos de cada missionário o sorriso daqueles que, chegando ao final de uma missão se sentem mais completos, satisfeitos com o trabalho feito e esperançosos no futuro que aguarda a todos.

Já era tarde quando partimos para o Oratório onde descansamos um pouco, assistimos a missa e fizemos um lanche antes de nós encontrarmos com o grupo Gen Rosso no teatro em que faremos nossa última apresentação.

Fomos recebidos para um ‘feedback’ da noite anterior. O que sentimos e o que poderíamos fazer melhor, foi colocado em pauta e assim aguardamos o espetáculo que foi realizado como planejado, isto é, com muita alegria e beleza.

Todos nós sentimos muito gratos pelas graças alcançadas nesses últimos dias. A convivência, o acolhimento e as experiências que inibem nossos corações estarão sempre tatuadas em nossas almas nesses momentos em que construímos o Reino de Deus, entre nós, na Terra, nos fazendo um, um com os outros.

09/07 Começamos o nosso dia já cheios de expectativas pela inauguração desta Fazenda. Todos juntos, pela manhã, nos reunimos para o café e fica claro a nossa empatia pelo número de jovens do movimento Gen que tem nos acompanhado por todos estes dias desde que chegamos em Monopóli em todas as nossas atividades. Eles fazem um retiro que leva o nome de “Yes, se Camp” e assim estão acampados na Fazenda. Rezamos o terço e tivemos a meditação da palavra feita por Nelson que nos serviu de grande impulso para nossas atividades do dia; fomos divididos em grupos de trabalho para que fizéssemos os acertos finais para recebermos a comunidade para a festa de inauguração.

Com os trabalhos terminados, tivemos algum tempo para descansar e então, ao final da tarde, sob um sol não tão forte o evento começou com a celebração da missa feita pelo bispo local e vários padres que entendem a importância da sua participação neste processo de abertura de uma nova Fazenda, pois são porta-vozes da palavra constituída por Deus.

Tivemos a presença de um grande número de pessoas e também do grupo Gen Rosso. Foi uma experiência muito bonita de interação dessas pessoas com a nossa Fazenda e conosco, os missionários.

O dia terminou com um sentimento de nostalgia, pois vivemos momentos lindos e intensos, mas nós preparamos para terminar nossa missão, então devemos agradecer por tudo o que Deus nos proporcionou aqui e darmos o próximo passo.

Sem nos apagarmos ao lugar que deixamos para trás e sim as memórias que levamos conosco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *