Passar pela dor e descobrir a pérola

Por: Evandro Moreira

“Quem permanece no amor, permanece com Deus”, (Cf. 1º Jo 4).

    Esta é a Palavra de Vida Diária refletida hoje (quarta-feira, dia 29) pelos jovens em todas as Fazendas da Esperança e por inúmeras pessoas em diversas partes do mundo. O trecho bíblico reflete o momento vivido por todos por conta da perda da Irmã Odete Aparecida dos Anjos, que teve sua vida tirada numa ação violenta, na última sexta-feira (24), na comunidade das Pedrinhas, Guaratinguetá/SP.

Durante a homilia da Missa transmitida ao vivo pelo canal Rede Vida, Padre Christian Heim, responsável pela Fazenda da Esperança das Pedrinhas, refletiu sobre a cruz e o que existe por trás dela. “Se vamos passar pela dor, vamos descobrir a pérola preciosa, o tesouro. E isto é a experiência que vivemos nestes dias. Assim, nunca podemos parar no sofrimento. Precisamos continuar amando. Obrigado, Irmã Odete, porque a senhora nos ajudou a ir além, a não parar de amar”.

O celebrante exemplificou a dor e a glória usando a cruz da capela da comunidade, na qual existem duas pedras. “A vermelha significa a dor, nossas angústias, tudo o que aconteceu nestes dias, o sofrimento até o sangue. Mas se não paramos na cruz e passamos pela dor – continuou virando a cruz – vamos descobrir a pérola preciosa – que está na parte de trás da cruz”.

Thiago Tavella, ex-recuperando e voluntário, é natural de Piracicaba. Ele se recuperou na Fazenda das Pedrinhas e contou sua experiência durante a Missa. “Este acontecimento tão trágico com a irmã, fez com que eu enxergasse que a vida é tão frágil para que eu perca tempo com coisas fúteis, que passam. Então, decidi me doar mais e compreendi que a vida que eu pensava que me traria felicidade era ilusória. Agradeço à Irmã Odete por me mostrar que o verdadeiro sentido do amor é ajudar, servindo e amando”.

Várias religiosas da Congregação das Irmãs Franciscanas de Siessen, a qual Irmã Odete pertencia, participaram da celebração. Irmã Rosa Maria Severino, Provincial das Irmãs, também deixou uma mensagem durante a Missa e agradeceu a solidariedade das pessoas. “Nossa comunidade tem uma dor muito grande, mas também uma esperança. Estamos nos ressuscitando aos poucos e queremos agradecer à Irmã Odete, que se tornou mártir aqui, neste lugar. Oferecemos sua perda pedindo novas vocações, para a Igreja, para nossa comunidade. Queremos continuar nossa missão com o carisma que Deus nos deu, e precisamos de jovens corajosas, como a Irmã Odete”.
Grande Perdão – “O dia 2 de agosto é o Dia do Grande Perdão, celebrado pela Família Franciscana. Quero convidar cada pessoa para que faça um ato de perdão, escrevendo uma carta, colocando intenções na missa. Assim vamos chegar ao grande perdão que queremos dar para a pessoa que fez isso com a Irmã Odete”, motivou Irmã Rosa Maria Severino.

Irmãs de Siessen Thiago - Pe Christian - Irma Rosa Pedrinhas - Capela Geral Cruz Pedrinhas - Pérola Cruz Pedrinhas - Dor

 

4 ideias sobre “Passar pela dor e descobrir a pérola

  1. Ir. Maria Bernardete Sturm

    Com profunda solidariedade e esperança, nos unimos a grande Família Esperança e as Irmãs Franciscanas,pelo momento de dor e saudade, pela morte de Ir. Odete,mártir da Esperanças,neste ano dedicado a Vida Religiosa Consagrada,dignificando com seu testemunho de entrega e martírio,zelando com seu próprio sangue, a sagrada opção pelos pobres e excluídos do Reino.
    Somos solidárias, Irmãs Franciscanas da Penitência e Caridade Cristã, presentes na Diocese de Teófilo Otoni.MG. Nordeste de Minas.
    Em Cristo Ressuscitado ,invocamos a intercessão de Ir. Odete,para todos que confiam na misericórdia do Senhor!
    Atenciosamente.
    Ir. Maria Bernardete Sturm -FPCC.

  2. Geraldina Casagrande Polese Zuconelli

    Estamos unidos em oração pela Congregação Franciscana de Siessen, especialmente pelas Irmãs de Guaratinguetá e pela Família da falecida Ir. Odete e, principalmente, por esta Irmã tão querida, que passou por um momento muito doloroso de uma morte trágica, que Deus a acolha em sua infinita graça!
    Segundo o Evangelista São João, ele diz: ” Nem olhos viram e nem ouvidos ouviram o que Deus preparou para aqueles que o amam”.
    Fiquem atentos à recomendação de Santo Agostinho: “Saudade sim, tristeza não.”
    “brilhou para nós a esperança da feliz ressurreição. E, aos que a certeza da morte entristece, a promessa da imortalidade consola”.
    Descanso eterno dai-lhe, Senhor!
    Da luz perpétua, o resplendor!
    Que sua alma descanse em paz.
    Geraldina, Pedro e filhos Renata Marisol e Yuri Ludwig

  3. Alzineide P. Sousa, ffdp

    Estamos em comunhão e atendemos ao apelo feito por Ir. Rosa Maria, num belo momento de vivência do perdão em nosso retiro realizado ontem (02/08/2015).
    Nós, Franciscanas Filhas da Divina Providência, louvamos o Senhor pela vida doada de Ir. Odete até o martírio, que o sangue derramado pela causa do Reino fecunde a terra e gere frutos na humanidade.
    Em comunhão fraterna,
    Ir. Alzineide P. de Sousa, ffdp

    PS: dedicamos espaço especial em nosso site para divulgação da carta de Ir. Rosa Maria (http://franciscanasprovidencia.org.br/comunhao-com-as-irmas-franciscanas-de-siessen.html)

  4. Ir. Renata Pereira

    Estimadas Irmãs Franciscana e comunidade Fazenda da Esperança,

    Expressamos aqui nossa solidariedade a toda comunidade franciscana e a fazenda da Esperança por este momento de dor .
    Agora Ir. Odete tornou-se uma grande intercessora no céu, por todo vocês e por toda Vida Consagrada Religiosa, que celebramos este ano.

    Nossos sentimentos,
    Irmãs Paulinas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *